É muito candidato a vereador e prefeito: e agora, eleitor?

Na maior cidade do Sul do Espírito Santo, Cachoeiro de Itapemirim tem 13 candidatos a prefeito. É tanta gente que tem hora que falha a memória para lembrar cada um deles. Disputando uma das 19 vagas na Câmara de Vereadores, são 409 candidatos.

Política - 12 de outubro de 2020
Redação

O Brasil tem 5.570 municípios. E, esse ano, 19.166 candidatos a prefeito e 514.879 candidatos a vereador. No Espírito Santo, são 78 municípios e 375 candidatos a prefeito e 11.720 candidatos a vereador.
Na maior cidade do Sul do Espírito Santo, Cachoeiro de Itapemirim tem 13 candidatos a prefeito. É tanta gente que tem hora que falha a memória para lembrar cada um deles. Disputando uma das 19 vagas na Câmara de Vereadores, são 409 candidatos.
Como Cachoeiro não tem segundo turno, é possível que o candidato vencedor no dia 15 de novembro seja eleito prefeito com uma margem abaixo da metade do eleitorado, ou seja, menos de 50% dos votos.
O número alto de candidatos sinaliza algumas coisas: as pessoas não se sentem representadas pelos atuais mandatários, tanto no Executivo, quanto no Legislativo; e aquela insinuação de que o povo está cansado de política não procede, já que existe batalhão de gente querendo exercer alguma função pública.
Agora, a bola está com o eleitor. Opções não faltam. Será preciso avaliar bem, inclusive, a intenção de quem nunca foi candidato a nada e, somente agora, aparece propondo soluções mágicas, como se a máquina pública fosse fácil de conduzir, sem nenhuma noção de como essa engrenagem funciona.
As cidades têm urgências. O povo possui suas necessidades. Não dá para escolher candidato charlatão, que se utiliza de jargões batidos, minimizando o tamanho do desafio que é gerir um município e também estar na posição de vereador, fiscalizando e propondo leis.
A cada dois anos, a população é chamada a exercer o seu direito ao voto. É sempre a oportunidade de refletir e utilizar essa ferramenta com muita responsabilidade.

Outros

Instagram

Twitter